O MARCO DA (DES) EDUCAÇÃO

Por Miriam Barbosa

 Nos primeiros quatro meses do ano, já percebemos algumas mudanças significativas na educação de nosso município. A queda na qualidade do ensino é evidente. E deve-se a vários fatores. A falta de manutenção das escolas, a demora nos repasses de verbas e a falta de monitores e funcionários em várias escolas são exemplo suficiente.

Na questão do ensino propriamente dito, temos o injustificado atraso na implementação do programa federal “Pacto pela Alfabetização até os 8 anos”. Gravataí é signatária do Pacto, que prevê a transferência de recursos federais e subsídios pedagógicos aos professores das séries iniciais, mas Alba ignora solenemente as vantagens que o Pacto podem trazer aos nossos estudantes.

A explicação para tanto descaso pode ser simples: é a opção da Prefeitura de implantar o projeto Alfa e Beto. Este projeto, verdadeira imposição, configura-se um exemplo de desperdício de recursos públicos ao utilizar um método de ensino arcaico e plenamente superado.

Colocando no lixo toda a tradição de construção coletiva e democrática característica da rede municipal de ensino de Gravataí, Alba e sua turma impuseram o Alfa e Beto em reuniões fechadas apenas com diretores de escolas, sem a presença ou qualquer debate com a comunidade escolar. E os diretores e diretoras tinham que decidir pela adesão na hora, sem poder sequer consultar suas equipes pedagógicas. Mesmo assim, apenas 37 escolas “aderiram” à novidade.

O projeto Alfa e Beto ignora a diversidade e a inclusão de alunos com deficiência, não prevendo qualquer atividade diferenciada. Os alunos são considerados como números que devem apresentar resultados positivos ou …

O Alfa e Beto já foi tentado no Governo Yeda, mas não teve sucesso em função de sua desestruturação, falta de coerência pedagógica e baixo resultado no aprendizado. Com a posse de Tarso, a comunidade escolar pediu a suspensão do projeto, no que foi prontamente atendida.

Em Gravataí, as manifestações nas escolas municipais já começam a se avolumar. “É um retrocesso” e “um município que sediou o Fórum Internacional da Educação não pode sucumbir a estes desmandos” são frases repetidas por nossos professores.

Este é um problema que atinge a todos, pois se a educação não é privilegiada e subsidiada com recursos e valorização de seus profissionais não teremos a tão desejada evolução nos índices do IDEB, justificativa apresentada pelo governo municipal para contratar a ONG.

Nos últimos 15 anos, a comunidade escolar construiu uma escola democrática, e não pode permitir que esse processo seja interrompido e descartado, na maior demonstração de descaso que se tem notícia. Um verdadeiro golpe na educação.

Miriam Barbosa – Professora Municipal de Gravataí e membro do Conselho Estadual de Desenvolvimento Social

Anúncios
Esse post foi publicado em educação, Gravataí e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para O MARCO DA (DES) EDUCAÇÃO

  1. Admir José Gomes disse:

    Certamente, o governo atual esteja cumprindo o papel real, pois o povo de Gravataí foi enganado, foi comprado para eleger o prefeito Marco Alba, derrotaram o verdeiro candidato que elevou a cidade a um nível maior e mais ajudou as escolas, pois foi professor e isto elevou seu governo de forma extraordinária. Hoje a população vai entender seu equivoco, mas terá de aguardar três anos e meio até restabelecer a verdade. A injustiça que houve com a prefeita Rita Sanco não tem desculpa, foi um golpe, pois ela iria elevar ainda mais Gravataí. Aquele julgamento foi uma farsa tão absurda, que só a população de Gravataí não sentiu o momento cruel.
    Então, o resto a gente já sabia o que esse governo de Alba não veria a população, mas apenas seu grupo restrito, que só sabe pensar em si e não no povo. Agora é esperar que acordem em 2016. Até, pobre gente!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s