SOBRE REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL, CORTINA DE FUMAÇA E A LUTA

  • O Brasil não pode ser, de fato nem de direito, um país que não cumpre nem respeita suas leis. Pra mim, o dia de 1º de abril de 2015 só serviu para alguns deputados federais criarem a cortina de fumaça necessária para desviar a atenção nacional do mais recente descalabro com o dinheiro público: a construção do prédio anexo do congresso nacional que mais parecerá um shopping center, ao custo de 1 bilhão de reais.

    A redução da maioridade penal, tampouco a apreciação da PEC 171 são clamores populares. Muito pelo contrário. Há anos fui convencido por 10, 18, 50 razões para dizer não a redução. Vejo movimentos nacionais, atos públicos e especialistas condenarem publicamente essa iniciativa fundamentalista, vejo as juventudes se auto-organizar em defesa da vida e contra o extermínio dela própria. Do lado contrário nunca vi, nem em número, muito menos em argumento, iniciativa e organização popular que rendesse resultado como o de hoje. Vejo a mídia, como na questão da guerra às drogas, defender que o estado incida cada vez mais sobre o mais fraco. Essa mesma mídia televisiva que há 50 anos tenta moldar a opinião pública para aquilo que lhe é mais rentável mesmo que isso signifique mandar para dentro de um sistema carcerário falido uma significativa parcela da juventude brasileira.

    Reduzir a maioridade penal dos atuais 18 anos para 16 anos jamais reduzirá a violência e nem a insegurança. Reduzir a maioridade penal é fugir da tarefa mais árdua que é educar, formar, reeducar quando necessário, ressocializar quando possível, amar e não desistir do jovem. Menos de 1% dos homicídios são cometidos por adolescentes e mais de 36% das vítimas de homicídios são os adolescentes. Portanto, essa conta e a decisão da Comissão de Constituição e Justiça da câmara dos deputados não fecham. A conjuntura, por vontade da mídia e necessidade de uma grande parcela dos políticos está se acirrando. O Congresso mais conservador da história recente começa a mostrar resultado, somando isso ao descompasso do governo e a onda conservadora que tirou de dentro do armário os mais reacionários brasileiros. Vamos passar por momentos que colocarão a prova toda nossa organização e formação política.

     Luis Felipe – Membro da Juventude do PT
Anúncios
Esse post foi publicado em Brasil e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para SOBRE REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL, CORTINA DE FUMAÇA E A LUTA

  1. rita Sanco disse:

    Muito bom! Resistir, lutar!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s